Candidaturas Abertas – Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior

OBJETIVO

Apoio ao investimento a projetos que tenham em vista produtos com relevância turística e que contribuam para a valorização económica e coesão social de territórios de baixa densidade.

 

BENEFICIÁRIOS

Empresas e entidades privadas com ou sem fins lucrativos, entidades públicas e entidades regionais de turismo inseridas nas regiões NUTS III em territórios de baixa densidade.

 

TIPOLOGIAS DE OPERAÇÃO

Projetos que contribuam para:

  • A valorização do património natural, através da oferta de atividades turísticas que concorram para a fruição sustentável desse património e para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática dessas atividades;
  • A valorização do património cultural e que contribuam para o reforço da atratividade dos destinos, nomeadamente no âmbito do desenvolvimento de rotas e de redes de “saber fazer tradicional”;
  • A valorização dos recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos nomeadamente os que se desenvolvam no âmbito do enoturismo, turismo militar, turismo termal, turismo literário e do turismo equestre;
  • O desenvolvimento de redes de oferta de infraestruturas de apoio ao autocaravanismo.

 

DESPESAS ELEGÍVEIS

  • Obras de construção, adaptação, aquisição de bens e equipamentos diretamente relacionados com o projeto;
  • Suportes informáticos físicos e /ou digitais multi-idioma, incluindo desenvolvimento de conteúdos, website, sinalética e ferramentas de apoio à experiencia turística de base tecnológica;
  • Ações de promoção nacional e internacional diretamente relacionados com o projeto;
  • Ferramentas de monitorização da procura, pós implementação do projeto;
  • Organização dos calendários de eventos.

 

TAXAS E FORMA:

  • 70% das despesas elegíveis
Empresas e Outras Entidades Privadas com Fins Lucrativos Entidades Públicas, Entidades Privadas sem Fins Lucrativos e Entidades Regionais de Turismo
Intensidade e Natureza do Financiamento Reembolsável* Não Reembolsável
Condições da Operação Sem juros
Reembolso: 7 anos
Carência: 2 anos

 

*Prémio de desempenho: 50% do financiamento reembolsável pode ser convertido em não reembolsável se cumprirem os indicadores de realização.

 

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE ACESSO

Projetos que integrem o desenvolvimento de rotas devem ter natureza e implementação supramunicipal.

 

PRAZO

Até ao dia 30 de novembro de 2019.

tem dúvidas?

Fale connosco e agendaremos uma reunião com vista a uma validação gratuita da viabilidade da candidatura.